LUDUTOPIA

sexta-feira, 15 de maio de 2015

A vingança flopada de Amanda Clarke


Recentemente a série "Revenge" terminou, e confesso que não podia estar mais feliz com este cancelamento. A primeira temporada foi a única decente e capaz de me cativar de imediato. A série conquistou um público que se tornou fiel, com os seus casos de episódio por episódio. Conhecemos e amamos a protagonista num piscar de olhos. Todos se derreteram com a história de vida da menina que viu o seu pai a ser destruído pelos amigos, nomeadamente Conrad e Victoria Grayson, e jurou vingança. David Clarke foi preso por, aparentemente, ter contribuído para a queda de um avião, que levou à morte de vários inocentes. Uma vez preso, foi esfaqueado e dado como morto. A sua filha, Amanda Clarke, foi enviada para um orfanato e cresceu planeando uma vingança por tudo o que aconteceu ao seu pai. No orfanato conheceu Emily Thorne e tornaram-se amigas. Ainda lá dentro, Emily decidiu ajudar Amanda na sua vingança e, para facilitar esse processo, assumiram a identidade uma da outra. Assim sendo, Emily passou a chamar-se Amanda e vice-versa. Com a saída da prisão, a verdadeira Amanda, torna-se oficialmente Emily Thorne e é "acolhida" por um amigo (talvez o único) do seu pai, Nolan Ross. Com o avançar da vingança, os dois tornam-se cúmplices e melhores amigos. Foi esta dupla imbatível que conquistou imensa gente.

(Nolan Ross)

No fim da fantástica primeira temporada, a série afundou-se numa trama onde as personagens passaram a ter dupla personalidade, como Daniel Grayson e Louise Ellis. Tanto amavam como odiavam alguém no mesmo episódio! Depois de filhos bastardos, alcoólatras, filhas drogadas, vigaristas sedutoras, franceses irritantes, abortos, assassínios cometidos no passado, desvios de dinheiro e muita morte, "Revenge" afundou-se ainda mais que o Titanic. Essa queda deu-se com a ressurreição de David Clarke: o motivo de toda a vingança.

(David Clarke)

David Clarke conseguiu causar ainda mais impacto que Jesus Cristo! Não demorou três dias, mas apenas dez anos para aparecer... e digamos que o seu aparecimento foi uma delícia. David Clarke chegou e arrasou com as inimigas, matando Conrad Grayson. Foi um belo "surprise bitch" para toda a gente, tanto para os espectadores como para as personagens da série. Enfim, com o aparecimento do pai de Amanda, a série deixou de fazer sentido e perdeu o seu brilho. Haveria motivos para a vingança continuar? Não muitos, mas os argumentistas arranjam sempre qualquer coisa para as suas séries durarem anos, mesmo que façam sofrer de tédio quem as vê.
O último episódio foi transmitido no passado dia 11 e, pelo que li na internet, agradou à maioria dos fãs. Eu confesso que até gostei. Notei um esforço em encerrar todos os arcos da história, e a série só não terminou de forma grandiosa, porque não quiseram colocar o coração da Victoria Grayson no corpo da Amanda. Seria estupendo se isso tivesse acontecido: a protagonista ser salva pela vilã! Uma pena não terem tido essa coragem! Por falar em Victoria, ela teve um final triste. Foi traída por uma amiga que a denunciou, descobriu que se envolveu sexualmente com o seu próprio pai, foi morta por um dos homens que amou e os filhos não apareceram no seu funeral.

(Victoria Grayson)

Ao contrário da vilã, o melhor amigo da protagonista teve um bom desfecho. Com o plano de vingança concluído, Nolan Ross sentiu-se um pouco perdido, porque o motivo da sua felicidade tinha chegado ao fim. A vingança de Amanda foi o que lhe deu vida, porque anteriormente ele era um homem solitário. Porém, a felicidade dele renovou-se quando um estranho, indicado pela Amanda, apareceu à sua frente a pedir-lhe ajuda. Assim, Nolan viu-se novamente envolvido numa vingança, sentindo-se útil por ajudar um inocente.

A protagonista teve o seu final (quase) feliz. O pai morreu, os principais inimigos também e casou-se com o suposto amor da sua vida, Jack Porter, mesmo que só se tenham lembrado um do outro nesta último temporada. Achei bastante fofo quando a Amanda lhe ofereceu um cão no dia do casamento igual ao Sammy, que foi quem os uniu quando crianças.

(Amanda, Sammy e Jack)

Com o fim da série, interroguei-me se de facto Amanda Clarke vingou o seu pai. Ora vejamos, tanto Conrad como Victoria Grayson foram mortos por David, apesar da tentativa da heroína em ter morto a vilã. Foi preciso o ex presidiário aparecer para vermos os vilões a morrer, caso contrário, ainda estaríamos a ver os joguinhos de poder entre Amanda e Victoria. Agora pergunto-me: Terá David sido vingado pela sua filha? A resposta é bastante clara. Não, Amanda não vingou o seu pai, apenas dificultou a vida dos Grayson e dos restantes que contribuíram para a sua queda. Quem realmente vingou David Clarke... foi o próprio. Amanda Clarke flopou na sua vingança.

Sem comentários:

Publicar um comentário